quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Lenço Vermelho

Olá leitores do Resistência.

No dia de hoje farei um post diferente. Estive em Porto Alegre para o Congresso da SVB. Chegando lá, deparei-me com a semana farroupilha, um desfile público de homofibia e especismo que me colocou sensibilizado de tal forma que não conseguia tirar algumas imagens da cabeça. Por isso, compus uma música sobre esta experiência q hoje posto aqui no Blog. Perdoem a falta de qualidade do vídeo, pois esta experiência é totalmente caseira.

Espero que gostem.
Forte Abraço!

Lenço Vermelho
(Daniel Kirjner)

Ah, esta herança farroupilha
reza vísceras que escorrem pelas mãos.
Há tempos esta guerra foi perdida
mas os corpos ainda jazem pelo chão.

Sonhos desfilam fantasiados
celebrando uma nação que não nasceu.
Na Pólis defensora do Estado,
rapina de seus farrapos prometeus.

Eu vi um galo fantasiado,
preso com arames pelo calcanhar.
Rasgavam em tortura sua carne
para ele ser modelo de fotagrafar.

Uma ovelha estava tão machucada
e sonhava qualquer água para beber.
Buscando um resquício de bondade
sobre pasto que teimava em não nascer

Ah, triste senhor, fiel combatente farrapo.
Não vês que o lenço é da cor do sangue de teus animais?




video

5 comentários:

Rachel Siqueira disse...

Muito bom! Excelente...

Pedro França disse...

A melodia da música é linda, Dan. A letra, me faz chorar.

Um abraço, amigo!

::||Keyki Silvermann™©||:: disse...

Daniel !
Tu é Foda Cara \o/
Mto Boa!

Rafael Bán Jacobsen disse...

Muito bom!
Essa semana farroupilha é mesmo "um troço"!

Maria de Nazareth Agra Hassen disse...

Ufa, Daniel, infelizmente uma perfeita tradução do insano evento.